BLOG

Buscar a qualidade total

Buscar a qualidade total

Buscar a excelência na gestão é um luta nobre. Buscar a “qualidade total” é um discurso unânime no mundo dos negócios e começa a ser um imperativo também no terceiro setor.

Nesta linha investimos em treinamentos, formações, descrição de cargos, definição de mínimos, planejamentos, avaliações, organização de processos, transparência e relatórios. Tudo isso tem mérito, mas temos que tomar cuidado.

Estas propostas consomem tempo e energia. O perigo é que elas acabem desfocando a luta da instituição. Seus membros passam a lutar pela entidade ao invés de lutar pelo publico alvo da mesma.

Paradoxalmente o bem que motivou a luta deixa de ser o foco da mesma. Ela passa a ser dirigida melhorar processos, qualificar equipe, inovar. É um desafio perigoso, pois tem uma bela roupa: tudo é feito em nome do bem.

Mas, ao mesmo tempo ele fica de lado. É preciso coragem para denunciar quando o bem sai do foco real da luta. No final o que justifica toda luta, todo o investimento, toda a inovação é o número de vidas que foram impactadas.

A história é cheia de exemplos deste desafio. Inúmeras construções com ideais belíssimos se perdem em nome da organização interna, da estruturação, da institucionalização. Algumas congregações católicas passam por este desafio e uma delas, que temos certa ligação, é o Congregação Franciscana.

A saída não é abandonar a luta por qualidade, mas se manter diligente na busca do bem. Por isso comecei a provocar vocês sobre a utilidade publica da ABAN. Temos que manter sempre vivas questões como:

Qual é o bem que nossa luta tem produzido?

Quantas pessoas direta ou indiretamente minha missão tem ajudado?

O que oferecemos como serviço ou apoio em cada comunidade que atuamos?

No final são estas questões que dão sentido e justificam nossa luta. Elas nos motivaram a doar nossa vida a causas sociais e elas é que nos manterão nesta luta nas encruzilhadas e crises da vida.

Categoria

Deixe seu comentário